segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Saudade do sargento Vieira nas manhãs do rádio sergipano

Mais uma pérola do nosso bravo Sargento Vieira para aqueles que sentem saudade dos seus discursos chamativos do feito à ordem dentro da Segurança Pública sergipana.

Nesta gravação, Vieira diz que o Coronel Carlos Augusto, chefe da casa militar não é bom moço, convida Lucas Rosário, assessor de comunicação da SSP, a vestir a farda e ajudar os demais militares a fazerem policiamento, diz que o reajuste da PM não foi dado, mas sim conquistado pelos barnabés da segurança pública. Diz ainda que o comandante-geral da PM, à época, iria puni-lo, o que efetivamente aconteceu.

QUE DEUS NOS AJUDE E OLHE POR NÓS!

53 comentários:

  1. Vai ter muitos Policiais Militares (Administrativos e Oficiais) que não irão trabalhar nas Eleições, mas irão folgar no dia 08.10.2012(segunda-feira). Enquanto muitos guerreiros do ostensivo não terão nenhuma compensação em sua folga. Absurdo!Acorde PM! Você é a formiga da Segurança Pública.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vou trabalhar no domingo a noite e estou escalado na segunda de manha, não vou trabalhar na segunda por que todo funcionario que estiver a disposição da justiça eleitoral tem o direito a folga. por tanto não poderemos ser punidos.

      Excluir
    2. estou no sábado de meio dia até as onze do domingo da eleição, vou pra casa descançar e voltarei a noite para o serviço normal é mole? acho que estão pensando que sou um burro de carga.

      Excluir
  2. O momento é político e devemos respeitar algumas postagens vazias do blog. Daqui para 10 de outubro deve voltar ao normal.
    Só para não deixar passar em branco e já que eles se expuseram na TV Sergipe com aquelas 'claras evidências' que só eles e enxergam, então :
    Promotores de Justiça Jarbas Adelino e João Rodrigues Neto violam dignidade humana de policiais militares que doaram sangue e salvaram vidas, bem como de outros que obedeceram ao Código de Trânsito Brasileiro.
    O caso já repercuti também em Brasília.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Internacionalizem a Violação de Direitos Humanos em Sergipe17 de setembro de 2012 14:12

      1) Quem quiser dar uma forcinha aos colegas perseguidos por aqueles dois promotores de justiça no caso da doação de sangue e cumprimento do CTB enviem mensagem para a página da Cruz Vermelha Brasileira, Cruz Vermelha Portuguesa, revista época no Facebook e Comissão de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos ( http://www.oas.org/pt/contatenos.asp )escolha a opção 'direitos humanos'.

      Abram o texto com "Violação de Direitos Humanos em Sergipe' e façam um relato do caso com apelo de socorro.
      2) Anexem uma url da Amese: http://ameseluta.blogspot.com.br/2012/09/300-policiais-militares-vao-julgamento.html

      Eu já fiz a minha parte por solidariedade aos meus colegas. 300 homens e mulheres de bem.

      Excluir
  3. Publicado em: 17/09/2012 17:34:53
    PMs APOSENTADOS ESTÃO SENDO CONVOCADOS

    A convocação de policiais militares aposentados, está chamando a atenção daqueles que defendem concursos publico ainda este ano para corporação.

    No Boletim Geral Ostensivo da policia militar, desta segunda-feira (17), foi publicado a convocação de 42 PMs que já estavam na reserva (aposentados). Essa convocação acaba trazendo uma “economia” para o governo do estado, já que eles teriam acrescido em seus salários cerca de R$ 400,00, ou seja, praticamente um terço do que custaria um soldado aprovado em concurso, que hoje seria algo próximo a R$ 1.200,00.

    Um e-mail enviado à redação do FAXAJU on-line, questiona o motivo de o governo estar convocando esses policiais aposentados. “eu não entendo porque essa convocação. Em primeiro lugar, é preciso saber se esses PMs, que na maioria são homens que já trabalharam mais de trinta anos, se eles estariam com disposição para render o que renderia um jovem. Alem disso, a gente passa a acreditar que esse concurso não vai sair esse ano, porque senão o governo na estaria convocando os aposentados”, explicou o militar.

    A informação passada pelo comando é que o projeto já esta pronto e foi encaminhado à secretaria de planejamento, porem até o momento o projeto não chegou à Assembléia Legislativa. Isso significa que o concurso pode ser adiado para o ano que vem e ai quem for aprovado no concurso só deve estar pronto para o trabalho, no final de 2013, uma vez que terão depois de aprovados, de participarem de cursos que demoram em média seis meses.

    Fonte: http://www.faxaju.com.br/viz_conteudo.asp?id=148821

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não acredito que o pessoal aposentado da PMSE irá retornar por míseros R$ 400,00! Vamos tomar vergonnha na cara, meu povo! Vcs já conquistaram o arroz e feijão da velhice, não os coloque em risco por essa mixaria! SE VALORIZEM!

      Excluir
    2. bando de mortos de fome...

      Excluir
  4. Eu não vou trabalhar nas eleições, fui escalado para trabalhar em estância estaria de folga não aceito os 45,00 reais de gratificação. Esse e o comandante de falácia, demagogo.

    ResponderExcluir
  5. JUNIOR LEITE neles, essa e a hora, ou dinheirinha, ou vieirinha e a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  6. Eu não tinha intenção de fazer um trabalho de acordo como o coronel Jacson esta querendo, e acho que ele esta usando nos , agora ele já conseguiu derrobar o coronel Andrade, como era o ele de ligação com o mago, faz a qualquer preço, as sensações e de abandonar o mago.

    ResponderExcluir
  7. O resultado do desfile com fardas usadas com coletes refletivos, foi muito engraçado, esses uniformes vão nus servir como um auxílio para reunião para comissão, mais não vai ser a palavra final.

    ResponderExcluir
  8. Hojé o coronel patinha, esteve preocupado com a eleição da OAB, ele esta com medo e o Carlos Augusto vai pegar no seu pé, até quando ele não imagina. que peninha certo Patinha de João Eloi.

    ResponderExcluir
  9. VOCÊ SABIA . Que até o final das Eleições o CEL CARLOS AUGUSTO, vai assumir o comando da polícia militar, olha só esse comando conseguiu ser pior do que o Cel Magno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças adeus se o coronel carlos augusto assumir...

      Excluir
  10. Naquele Tempo... Foi o Luiz Fernando, você estar errado, que estava para ser apredejado, quando o Dep. MST, João Daniel, resolveu interceder em aeu favor diante da múltidão. Quem nunca errou antes, que atire a primeira pedra! Um Cel Andrade, naturalmente presente em todos os lugares e épocas, empolgou-se, pegou num tremendo tijolo e acertou na testa do coitado de Luiz Fernando, que caiu desmaiado! Jesus, muito triste, dirigiu-se ao Cel Iunes, olhou-o bem nos olhos e perguntou: - Meu filho, diz-me a verdade...Nunca erraste na tua vida? - Assim de pertinho, não senhor!!!

    ResponderExcluir
  11. O Cel Jacson, "Sempre foi um sonho ser o comandante da polícia militar, mas achei o preço exagerado" esplica com muita falcidade como sempre, esses comenários fora ditos dias atrás, na prença de praças, e eu estava presente, ele dizia que e revestido de couro grosso, e por dentro possuindo um arrojado de cara de cidadão Itabaianense. Claro, com os braços abertos que abrem para cima a para baixo e mim rendendo o apelido de sobrinho do Fontes o Machadão, de João Alves. E de Maria de Chico de Miquel.

    ResponderExcluir
  12. Chama:Vamos fazer a diferença nessa eleição nem joáo que maltratou a nossa PM e o nosso BM Nem Valadares que é o canditato de Deda Vamos votar em vera juntamemte com os professores e o pessoal da saude assim juntos vamos botar gente realmente nova para ver o que vai dar mas diga não a joão e a deda com valadares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente não é assim que funciona. Aracaju não é maioria de funcionalismo público. Não gosto de João e nem de Deda, mas se os nossos representantes estão do lado de João é nele quem eu vou votar, só peço voto para Vieira. Não estou elegendo João para governador, creio que o acerto foi o apoio a Amorim para Governador.

      Excluir
    2. Se não acreditarmos em nosso representante em que vamos acreditar.

      Excluir
    3. Chama:companheiros vcs entenderam MAL vamos votar em Vieira (vieira é meu amigo pessoal)mas vamos votar em vera não somos obrigados votar em jõao ou valadares Se vc pensa votar em João então companheiro vc não sofreu e não sabe o que esta fazendo deixe quem quiser fingir que joão presta votar nele.temos outras opçoes

      Excluir
  13. FORA IUNES, MAU PROFETA, CARIOCA, FORA IUNES.

    ResponderExcluir
  14. MILITAR TEM QUE VOTAR EM MILITAR.PRA FORTALECER A CLASSE DA GENTE.COLEGAS PENSEM NISSO. SOU PM DE 1993.

    ResponderExcluir
  15. Edgar,

    Você está sendo acusado de criticar publicamente ato de superior hierárquico. Sei que você não cometeu isto! Mas sustente em sua defesa que o crime de criticar ato de superior é uma "modalidade do crime de insubordinação" (insubordinação é crime militar típico, coisa de militar genuíno, puro), a insubordinação não é outra coisa senão a não aceitação da condição de subordinado por parte do inferior hierárquico, é resistência ao militarismo enquanto estrutura organizacional, é o não reconhecimento de um regime que dita uma instituição singular, insurgindo-se contra tal realidade.

    É crime militar puro, aplicável, na melhor interpretação aos militares genuínos, que são os membros das forças armadas. Diz respeito a atos de natureza militar, militar mesmo, do homem da guerra!

    DIZ RESPEITO A ATOS DE NATUREZA MILITAR! O suposto comentário ( não sei se você fez algum comentário, penso que não) sobre a eficiência do policiamento não se enquadra na figura típica do crime de insubordinação por crítica a ato de superior, vez que teria sido a suposta crítica em relação a um ato civil, qual seja, a modalidade de policiamento ostensivo, isto é, assunto de natureza civil desenvolvido que é por uma corporação militarizada para efeitos de administração, mas é corporação eminentemente civil na sua atividade finalística. Como o seu suposto comentário foi em relação à eficiência do policiamento ostensivo, tratativa de natureza civil, assim já dissera o Supremo Tribunal Federal, não é consistente a denúncia do Ministério Público, que tomou o suposto comentário acerca de um assunto civil (policiamento ostensivo), como ato militar (o crime de criticar ato de superior é modalidade de insubordinação, lembre-se disto). Diz respeito a assuntos militares genuínos, JAMAIS englobaria aqueles atos de natureza cível, como é o policiamento ostensivo.


    Tenho a decisão do STF que diz claramente que as Polícias Militares são corporações militarizadas, mas eminentemente civil.

    Esta denúncia, não deveria sequer ser aceita, tal o anacronismos e incongruência em tentativa de conformação a Constituição Federal que vela pela moralidade, eficiência e publicidade dos atos.

    Lembre-se policiamento ostensivo é conteúdo cível, não é conteúdo militar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Observe o fragmento da decisão! Outra coisa nosso no estatuto dos policiais consta um artigo que impõe como DEVER do policial AMAR A VERDADE. Caso tenha dito algo, acredito tenha sido a verdade, ou seja, cumpriu uma obrigação imposta em lei.17 de setembro de 2012 19:16

      Não tenham dúvida que nosso militarismo é instrumental! Os tribunais superiores já disseram antes. Vejam trecho da decisão do Supremo Tribunal Federal no Habeas corpus 75676-0 Rio de Janeiro (diário da justiça de 07 de agosto de 1998)

      Ora, ao contrário do que ocorre com as Forças Amadas, que são instituições militares pela sua própria natureza, as Polícias Militares, cuja função é de policiamento ostensivo e de preservação da ordem pública, é eminentemente civil, são apenas corporações militarizadas mas, nem por isso, assumem, contra a natureza das coisas, status de instituições militares.

      Excluir
  16. Precisamos ficara atentos com essa quantidade alta de policiais voltando à ativa, viu Cap Samuel, isso pode gerar dados estatísticos que comprovem a idéia de que o policial pode muito bem continuar na ativa após os 30 anos de serviço e as autoridades perversas de plantão colocarem proposta de aumeto do tempo de serviço. Digo mais uma vez, vamos prestar atenção! Só para o conhecimento de todos, no Espirito Santo o tempo já aumentou para 35 anos, inclusive para as mulheres. Quem avisa amigo é.

    ResponderExcluir
  17. O blog tá lasca ou é politicagem ou é besteira.
    Mano a tropa já vai votar em vieira e quem não vai votar o voto já tá comprometido não vai mudar nada vc encher o blog de propaganda politica, o que deveriamos discutir agora são os serviços das eleições, como serão realizados e em quais condições.

    Percebeu que a chuva de críticas na postagem anterior foi de torar, ai em menos de 24 horas bota outra, viu que o tropa tá ligada no movimento da banda, ou acha que a demora de uma postagem pra outra não tá sendo percebida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por essa manifestação que a tropa não desenvolve. Se preocupe com o amanhã, tenho mais de vinte anos na tropa, eu disse de atividade fim. Primeiro passo já foi dado (cap. Samuel), o segundo passo é o Sgt Vieira e os vereadores espalhado nos municípios que irão apoiar as nossas reivindicações. Caro mano, tenha um pouco de paciência, ou vc acha que outros vão defender os nossos pleitos.

      Excluir
  18. AMESE É OFICIADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO PARA PARTICIPAR DE AUDIÊNCIA PÚBLICA VISANDO AVALIAR AS CONDIÇÕES DE FUNCIONAMENTO DO HPM.
    A AMESE, através do seu presidente Sgt. Edgard Menezes, foi oficiada pelo Ministério Público Estadual, através da Promotora de Justiça Drª. Euza Missano, responsável pela Promotoria dos Direitos à Saúde, para participar de audiência pública, como representante da classe militar, com o objetivo de avaliar as condições de funcionamento do Hospital da Polícia Militar (HPM), cuja audiência será realizada no dia 25 deste mês e ano, às 09:30 horas.

    Este ofício mostra claramente o trabalho realizado pela AMESE e o respeito das autoridades com a associação que representa com afinco e dedicação a classe militar sergipana.

    Confiram abaixo o ofício enviado pelo MP:



    Nota do Blog: Existem pessoas que acham que os companheiros da AMESE não representam a classe militar. O que dizer agora de um ofício como este, onde uma Representante do Ministério Público, da estirpe da Drª. Euza Missano, considera os companheiros como representantes dos militares para se fazerem presentes em uma audiência pública?

    ResponderExcluir
  19. Em 1626, o ouvidor geral de São Sebastião do Rio de Janeiro, reconheceu a necessidade e criou os " quadrilheiros " a fim de policiarem a cidade. A missão dos quadrilheiros é bem retratada pelo capitão da Polícia Militar de Rio Grande do Sul, Roberto Ludwig, que fala sobre a dicotomia policial no Rio Grande do Sul: " A missão dos quadrilheiros era diligenciarem sobre a descoberta de furtos e investigarem nas zonas ". Hoje a provincia de Sergipe esta sendo comandada por um ouvidor , que só pensa em furtos e investigar as zonas.

    ResponderExcluir
  20. Em 13 de maio de 1809 cria a PM do Rio de Janeiro )3 de julho de 1812 cria a PM de Alagoas; 28 de fevereiro de 1825 cria a PM da Bahia; 28 de fevereiro de 1825 cria a PM de Sergipe; depois chegaram as Pms dos estados de Pernanbuco; Minas Gerais; Paraiba; São Paulo; Espirito Santo; Piaui; Rio Grande do Norte; Maranhão e o retrocesso retornou a Sergipe, com os quadrilheiros de Iunes.

    ResponderExcluir
  21. Adeus Iunes de Deus, só quem mata e Deus.

    ResponderExcluir
  22. Não poderia trabalhar melhor para o nosso político Valadares Filho se não tivesimos uma notícia melhor da semana que o coronel Carlos Augusto vai assumir o comando da polícia logo após as eleições municipais, que beleza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GRAÇAS A DEUS O DIABO VAI SAIR DO CMT,DEUS É MAIOR...

      Excluir
  23. Que se cuide o Dinheirinha e o Edgar, a coisa vai pegar, , ,.

    ResponderExcluir
  24. Acho que militar deve voltar em militar, mas não podemos generalizar.Pq tenho que votar em Sgt Valfran, Major Rogério dentre outros,o que esses e outros fizeram pela melhoria da categoria? Pq tenho que voltar neles? Temos que votar em militar que mereça nosso voto, não pelo simples fato de ser militar, por isso eu e meus familiares votamos no Sgt Vieira, esse sim tem história!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses candidatos reconhecem que não fez nada no Tolerância Zero e sabem que os votos que venham a obter são de paisanos.

      Excluir
  25. Essas pessoas que deve ser 2 ou 3 que ficam tentando minar a candidatura do Sgt Vieira são aqueles mesmos que criticavam na campanha do Cap. Samuel e vejam o resultado, uma vitória esmagadora, lamento amigos mas vocês vão ter que engolir mais uma. Por mim Vieira e Edgard podem ser bilionários, só quero que continuem fazendo esse excelente trabalho, ao contrário de alguns que conheço. Passei por dois governos de João, e tirando os recrutas que não conhece, o praça véio que tambem passou por isso e sair de sua casa pra votar em João merece levar 50 chibatadas quando sair do local de votação, pode crer.

    ResponderExcluir
  26. A minha riqueza eu dividi com a tropa que foi o nosso movimento, minha riqueza pessoal, a tropa me deu e só a tropa pode tirar, é o respeito e a confiança adquirida ao longo dos anos, e posso garantir isso me faz um homem feliz, obrigado família militar, abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LIGADO NO MOVIMENTO18 de setembro de 2012 17:46

      MUITO BEM EDGARD, TENHO ORGULHO DE TE CONHECER!

      Excluir
  27. 18/09/2012 - 18:20
    Sargento Edgar é absolvido pelo Conselho de Disciplina
    Edgar espera aprovação da medida pelo comando superior da PM

    "A legislação é contraditória e arcaica", diz Sargento Edgar Menezes (Foto: Arquivo Infonet)
    Sob acusações de abandono de posto de trabalho durante o Pré-Caju e de incentivo à corporação para não dirigir as viaturas da Polícia Militar (PM/SE), o sargento Edgar Menezes foi declarado inocente pelo Conselho Disciplinar da PM. A decisão completa uma semana nesta terça-feira, 18. Edgar Menezes, presidente da Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese), aguarda a decisão final do comandante da PM coronel Maurício Iunes para homologação da medida.

    Segundo o tenente-coronel Paulo Batista, que presidiu o Conselho, a absolvição foi aprovada por unanimidade. “Por três a zero, decidimos que o sargento Edgar poderá continuar nas fileiras”, diz. Junto ao tenente-coronel, aprovaram a decisão o major Carlos Rollemberg e o capitão Fábio Machado. O coronel Iunes tem o prazo de 20 dias a partir da data de expedição da medida do Conselho de Disciplina para aprovar a decisão.

    O sargento Edgar manifestou indignação com relação às acusações apresentadas. “Fui acusado de ter liderado uma assembleia para pedir aos policiais que não dirigissem as viaturas não licenciadas, e de tomar a frente das doações de sangue durante o Pré-Caju. Outra acusação foi de que eu teria dado entrevistas a veículos de comunicação criticando o comando superior da polícia. A aprovação da minha inocência mostra que nada disso procede”, diz. O sargento atribui à legislação o mau julgamento de sua conduta. “A legislação que temos é arcaica, válida para tempos de guerra. O que para um cidadão comum é permitido, para nós é considerado crime”, afirma.

    Ainda segundo Edgar Menezes, o código penal vigente no Brasil é contraditório. “O que me revolta, por exemplo, é o fato de que estamos em vias de aprovar pelo código penal a autorização para plantio de maconha em casa, sendo que não há uma fiscalização para isso. O que é mais crime? Falar que a estrutura da polícia não permite o atendimento devido à população ou consumir e comercializar drogas?”, desabafa.

    No processo de defesa do sargento Edgar Menezes foram ouvidos o capitão Samuel Barreto e o sargento Jorge Vieira. As testemunhas foram consultadas em audiência realizada na sede da CPTran no último dia 5 de setembro.

    Por Nayara Arêdes e Raquel Almeida

    ResponderExcluir
  28. Gente,

    O as autoridades eleitorais devem ficar atentas aos procedimentos de campanha mantidos por alguns candidatos.

    O TSE, o TRE/SE e os próprios juízes eleitorais, e mais ainda os procuradores eleitorais devem envidar meios de proibir a realização de propagandas que empregam as pessoas expostas ao SOL. Devem estas autoridades em somação de esforços proibir que os candidatos mantenha aquelas pessoas "nitidamente quarando sob o Sol, sem uma proteção, como sobreiros.

    No geral são pessoas humildes que se submetem a uma realidade degradante, na medida que expõem aquelas pessoas ao sol intenso, podendo adquirirem uma insolação e até mesmo uma carcinoma futuro decorrente.

    Aquela exposição desnecessária ou desprotegida (poderiam fornecerem sombreiros) que ficam ao segurarem por longas horas aquelas bandeira não deixa de ser uma agressão a dignidade da pessoa humana.

    Aquele quadro é prova concreta da disposição das pessoas pelo trabalho, o que lhes faltam é oportunidade.

    Com certeza a redução dos índices de violência inicia-se pela educação e faz morada no âmbito do trabalho.

    A agressão a pele, a isolação vai notadamente uma hora desaguar no acionamento do aparato de saúde do município, do estado e talvez até da previdência na hipótese de alguns deles já manterem ainda vínculo previdenciário, ainda que precariamente, como é em certos momentos de desemprego.

    Peço aos colegas e leitores que fiquem atentos aos candidatos que maltratam seus colaboradores (os que seguram bandeiras, faixas, etc).

    O comportamento deles em relação a essas pessoas é um excelente campo focal que fornece ilustração da preocupação do candidato em relação ao ser humano.

    Quem não trata bem seus serventuários, certamente distratará muitos mais os desconhecidos que fazem a coletividade.

    se ele protege seu colaborador direto, vai cuidar dos seus interesses? Pensem nisto!

    Não votem em candidatos que expõem de forma degradante seus colaboradores!

    Autoridades eleitorais, abram os olhos para essa realidade que fere o princípio da dignidade da pessoa humana. Isto não é compatível com um país que afirma respeitar a dignidade da pessoa humana, que pleiteia uma cadeira permanente na ONU.

    Ministério Público Eleitoral, do Trabalho, e principalmente vocês ELEITORES, vejam estas coisas!

    ResponderExcluir
  29. Infelizmente são pessoas precisadas que aproveitam para fazer esse "bico" na época das campanhas eleitorais. Passei outro dia na rótula do Marcos Freire e tinha várias pessoas com essas bandeiras tremulando com o sol a pino.

    ResponderExcluir
  30. Esse é o meu vereador é por esses motivos que eu e minha familia vai votar no nobre Sgt VIEIRA,e companheiros não vamos esmorecer e achar que já ganhamos alguma coisa vamos começar a pedir votos a todos, aos familiares e amigos e vamos mostrar ao governador seus puxa-sacos e baba-ovos quem somos a união e a força que temos,vamos fazer do SGT VIEIRA o vereador mais votado de aracaju.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vitória não é certa, policial militar tem a obrigação de ser cabo eleitoral e não eleitor, tem que pedir voto aos parentes e amigo. O que esta em jogo não é a candidatura do Sgt Vieira, mas a força da nossa união. Vamos eleger o Sargento Vieira com o maior numero de votos possíveis e mostrar que temos força. Ao contrário pra que exigir direitos, se não reconhecemos os nossos lideres.

      Excluir
  31. A vitória não é certa, policial militar tem a obrigação de ser cabo eleitoral e não eleitor, tem que pedir voto aos parentes e amigo. O que esta em jogo não é a candidatura do Sgt Vieira, mas a força da nossa união. Vamos eleger o Sargento Vieira com o maior numero de votos possíveis e mostrar que temos força. Ao contrário pra que exigir direitos, se não reconhecemos os nossos lideres.

    ResponderExcluir
  32. NOTÍCIA IMPORTANTE. Foi chamado pelo governador o Cel Carlos Augusto e o Cel Cesar não quero mim antecipar nada.

    ResponderExcluir
  33. Sim e o que você companheiro quer dizer com isso.

    ResponderExcluir
  34. Cai fora Iunes, Iunes de Deus, quem mata e Deus.

    ResponderExcluir

  35. RELAÇÃO DO EFETIVO DO TRIBUNAL DE CONTAS DE SERGIPE Capitão ADELMO AMADO DOS SANTOS RG 000.631.917-3 2º Sargento MANOEL MESSIAS FILHO RG 001.125.122-6 2º Sargento MARCOS WENDELL CHAGAS BEZERRA RG 001.073.359-6 2º Sargento MARCIO GLEY SANTOS RG 000.961.521-0 3º Sargento MANUEL MESSIAS FILHO RG 000.542.398-8 3º Sargento GIVALDO GOMES DOS SANTOS RG 000.855.734-9 Cabo ERISVALDO LIMA RG 000.598.174-9 Cabo LUIZ CARLOS DOS SANTOS LOPES RG 001.168.341-0 Cabo LEONALDO SOARES DE ALBUQUERQUE RG 001.168.341-0 Cabo JOSÉ AILTON GARCIA DOS SANTOS RG 001.018-887-3 Cabo MANOEL DEUSIVAL DOS SANTOS FILHO RG 000.789.804-5 Cabo GEORGE ANDERSON VASCOCELOS GUIMARAENS RG000.838.678.-1 Cabo CASSÍO FERNANDES SANTOS SOUZA RG 000.884.161-6 Cabo EDGAR CRUZ RG 001.102.019-4 Cabo PAULO CÉSAR CORREIA MOURINHO RG 000.791.980-8 Cabo DJANETE ALVES PERREIRA RG 001.378.184-2 Soldado RICARDO SILVA FEITOSA RG 001.332.882-0 Soldado ANDRÉIA DA SILVA SANTOS MARQUES RG 001.216.551-0. Não esquecendo do Ten Cel JADILSON FONTES Chefe da Segurança do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe. Com o SR. COMANDANTE CORONEL MAURICIO IUNES, vamos lá tragam de volta.

    ResponderExcluir
  36. yunes volte para profundenças do inferno,onde vc saiu...

    ResponderExcluir